Quer começar um negócio? Não sabe por onde começar? Neste artigo deixamos 10 dicas para o ajudar a arrancar com a formulação da sua nova ideia de negócio.

Nunca foi tão fácil abrir uma empresa! Com a digitalização o processo tem-se tornado cada vez mais ágil: estima-se que para constituir uma empresa no Brasil demore hoje menos de 4 dias, e em Portugal já é possível constituir uma empresa em menos de 1 hora

Considerando que por exemplo em Portugal no passado demorava cerca de 45 dias, o processo nunca esteve tão simplificado! Mas então por onde começar?

Como procurar uma nova ideia de negócio?

 

     1 – Encontre primeiro um problema para resolver

Antes de mais convém lembrar que a verdadeira missão de qualquer negócio é resolver problemas. Assim podemos começar por identificar problemas que temos ou com que deparamos na nossa vida. E também focar-nos nos problemas que outros tem.

A sua ideia não tem que mudar o mundo! Não é todos os dias que nasce um conceito disruptivo e inovador como o iphone ou a Tesla. Faz por isso mais sentido focalizar-se em pequenos e práticos problemas: por exemplo, considerando que ainda subsiste 40% de empresas em Portugal sem site próprio, se tiver as competências necessárias para oferecer um serviço de qualidade e criativo no que toca a web design ou marketing digital, pode usar essas competências para ajudar a resolver o problema dessa empresas no mundo digital.

Um outro dado animador para os empreendedores de língua Portuguesa, é que o Brasil já é o 3º país do mundo que mais compras faz online.

Essa conjuntura deve alertar todo o empreendedor da imensa oportunidade para conquistar uma fatia de mercado na área do webdesign ou do marketing digital no mercado global que fala Português.

Apesar da digitalização dever estar sempre presente em qualquer negócio no séc.XXI, pode ser que as suas competências estejam mais relacionadas com, por exemplo, trabalhos manuais. Uma das áreas com forte procura neste momento é o restauro de móveis. Se houver um problema a resolver nessa área – por exemplo crescente procura no mercado para restauro de móveis antigos – haverá uma oportunidade para quem o consiga resolver.

 

     2 – Procure fazer aquilo com que se identifique

Por vezes os seus hobbies e interesses podem ser uma boa fonte de inspiração para uma ideia de negócio. Note no entanto que não deve simplesmente dedicar-se a um negócio para estar no seu hobby – continua a ser necessário acrescentar valor ou seja, cumprir o primeiro ponto e o seu negócio, produto ou serviço, irá resolver um problema que identificou no mercado.

É claro que ajuda muito se dedicar àquilo que gosta de fazer ou com o qual sente uma afinidade: é muito mais difícil empreender um negócio se não se identificar minimamente com o que vai fazer.

 

     3 – “Inspire-se” no que já funciona

Poucos negócios inventam realmente “a roda”. E se o produto/serviço “roda” já cumpre a sua função, será mais fácil pegar nesse conceito, melhora-lo e levar esse conceito a outros mercados que ainda não usufruam desse benefício, do que tentar encontrar outra figura geométrica para cumprir essa função!

Se pensarmos nas grandes empresas de referência em termos de inovação, quase sempre não foram os primeiros a ter a ideia, mas foram os que se adaptaram melhor em servir o mercado alvo. Por exemplo, nem o facebook nem o Google foram os primeiros nos seus sectores, mas foram os que tiveram o maior sucesso no boom inicial das redes sociais e nos motores de busca, respetivamente.

Procure perceber então o que já vê à sua volta que funciona mas que identifica que pode melhorar, seja levando esse conceito para um novo mercado ou segmento ou melhorando alguns aspetos do produto ou serviço em causa para o mesmo mercado.

 

     4 – Resolva um problema para um nicho

Antes de mais convém esclarecer que em regra a concorrência é boa, porque prova que há um mercado para ser servido. Por outro lado, quando se encontra uma necessidade para um segmento muito especifico e estreito de mercado mas que ainda não está a ser servido, ou convenientemente servido, pode ser uma grande ideia ocupar esse nicho com o seu produto ou serviço.

A vantagem é que se o servir bem e conquistar esse nicho, será provavelmente muito difícil para outros entrarem depois, porque não será rentável o suficiente para a concorrência investir numa faixa de mercado tão pequena.

No entanto certifique-se primeiro que, mesmo sendo um nicho, este ainda assim tem uma dimensão suficiente para o seu negócio ser rentável.

 

     5 – Estude as tendências

Acompanhe as tendências de mercado na comunicação social e nos tópicos mais quentes nas redes sociais, como youtube, tiktok, ou fóruns como o reddit.

Quem não se lembra do fenómeno recente do fidget-spinner? Se for capaz de antecipar e entrar na fase inicial de uma forte tendência, pode tirar partido do crescimento exponencial que essa tendência proporcione ao seu negócio.

 

     6 – Cruze interesses, experiencia e rede de contactos profissional

Faça uma intersecção entre os seus interesses, a sua experiencia e conhecimento, e a sua rede de contactos profissionais e pessoais.

Interaja com a sua rede de contactos, para mutuo beneficio – networking.

Essa rede de contactos, para além de lhe poder inspirar a desenvolver a sua ideia de negócio, pode ainda ser-lhe muito útil para encontrar investidores, clientes, colaboradores, fornecedores e parceiros de negócio, de uma forma mais fácil e com menos custos para o seu negócio.

 

      7 – Pesquise em outros mercados para se inspirar

A inspiração, num cenário diferente do nosso habitual, pode ser uma grande alavanca para começar.

Por exemplo a história da 1º marca de cobertores pesados portuguesa, a Blanky surgiu da inspiração dos seus fundadores que viviam no Reino Unido e depararam-se com uma oferta nesse mercado que não havia em Portugal.

Estudar outros mercados pode trazer a inspiração para introduzir um produto no mercado que quer atuar que ainda não exista ou pode descobrir uma nova forma de marketizar um produto já existente.

 

     8 – Experimente – “Minimum Viable Product”

O perfecionismo pode ser um grande inimigo de um empreendedor. Tentar lançar, desde raiz, o negócio perfeito, no momento perfeito, com as condições perfeitas, é a receita certa para não sair do sítio. Ao invés siga o conceito de MVP – Minimum Viable Product – que poderíamos traduzir como um produto minimamente viável.

Esse conceito refere-se a lançar um produto ou serviço com a menor quantidade de esforço e desenvolvimento e investimento. O referido produto/serviço será naturalmente uma versão ainda inferior do resultado almejado, mas ao testar rapidamente o conceito no mercado permite perceber a viabilidade do mesmo, receber inputs para corrigir os pontos fracos, ou desistir do mesmo sem grandes custos associados.

O racional neste método é que por muito que uma ideia possa parecer promissora no inicio, só quando a executamos é que conseguimos perceber se é brilhante… ou não.

 

     9 – Comece com algo que possa fazer em part-time

Por vezes, pode ser importante ter um background de suporte antes de se lançar com tudo numa nova aventura. E hoje em dia, graças em grande parte à digitalização e todas as ferramentas de produtividade que nos assistem, é perfeitamente possível, pelo menos numa primeira fase do seu empreendimento, iniciar uma atividade por conta própria enquanto tem assegurado o seu rendimento mensal.

Na verdade no país excelência do empreendedorismo, os EUA, um em cada três americanos tem um trabalho ou negócio em part-time.  

 

     10 – Comece Pequeno

Começar pequeno e com os seus custos fixos controlados é uma forma inteligente de empreender. E não significa que não possa numa segunda fase escalar e tornar o seu projeto um negócio de grandes dimensões.

Por exemplo, sabia que o Warren Buffet, um dos homens mais ricos do mundo com uma fortuna atual de mais 100 mil milhões de dólares, o seu primeiro negócio foi distribuir jornais à porta na sua localidade?

Não deixar cair em custos irrealistas quando tentar financiar o seu negócio. Manter um controlo de custos fixos no geral bem apertado, vai lhe permitir não só evitar gorduras desnecessárias mas também canalizar as suas reservas financeiras para aquelas áreas ou ações que podem realmente fazer a diferença no seu negócio, como o marketing e e a operacionalização do negócio.

 

Conclusão

Identifique o que o motiva para iniciar um negócio: é para escapar do horário 9h-18h, e ser o seu próprio patrão? Para fazer dinheiro? Ajudar outros?

Na maior parte dos casos, não terá a possibilidade de conseguir a sua independência financeira de imediato com o lançamento de um novo negócio. Tem que ser “espartano” e ter um “pé-de-meia” enquanto tenta levantar o negócio. Será importante definir uma missão, para lhe dar um propósito e o manter motivado. A motivação e ter um objetivo, dar-lhe-á a paixão para seguir em frente. E a combinação de tudo isso, muitas das vezes, levará ao lucro e sucesso no seu negócio.

 

Frequentemente a maior barreira para o sucesso é o medo de dar o primeiro passo. Simplesmente avance, experimente, e veja onde o leva. Ao fim do dia, o sucesso virá 20% pela ideia e 80% pela execução da mesma. Boas ideias estão por todo o lado, mas ter o desejo, a vontade, as capacidades e a determinação para a tornar realidade é o que irá fazer toda a diferença.

 

E então, o que está à espera?

Olá, sou o José, o fundador do PerfilEmpreendedor. Aqui entrevistamos empresários e líderes de sucesso e partilhamos as suas histórias.

Queremos ajudar a comunidade de empreendedores e futuros empreendedores a começar o seu negócio.

Estás interessado em começar o teu próprio negócio? Inscreve-te na nossa newsletter para estares sempre a par das histórias de empresários de sucesso de lingua Portuguesa, que explicam como começaram o seu negócio.

Integra a nossa comunidade:

  • Recebe conselhos úteis de empresários da nova geração sobre os desafios e as barreiras a ultrapassar num novo negócio;
  • Conecta com outros membros like-minded;
  • Obtém dicas preciosas de como começar e fazer crescer o teu negócio;
  • Recebe de forma exclusiva a nossa newsletter com os melhores exemplos de sucesso;
  • E muito mais...!
  • Deixe um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Os campos necessários estão sinalizados.

    {"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}