Empresa: GAVEA  
〉〉 Sector: Agtech/Tecnologia
〉〉 Investimento Inicial: 500K$  
〉〉 Facebook: +5.8K; Linkedin: +2K;              


Olá! Fale-nos um pouco sobre si e sobre o seu negócio?

Meu nome é Vítor Uchôa Nunes e eu sou o Fundador e CEO da Gavea, a primeira bolsa digital de commodities do mundo.

A Gavea foi desenvolvida com base em tecnologia blockchain e Inteligência artificial, o que permite que produtores, fornecedores, compradores e vendedores comercializem commodities de maneira segura e transparente. Desenvolvida no Brasil, a Gavea simplifica a negociação, execução e liquidação de commodities físicas, sem intermediários e em um espaço 100% digital e seguro.

O produto que trouxemos para o mercado funciona como uma bolsa OTC ("over the counter", ou “bolsa de balcão” em português), permitindo aos compradores e vendedores saberem exatamente com quem estão negociando na outra ponta, com rastreabilidade e transparência na origem dos produtos, sem intermediários. Disponibilizamos negociações à vista (spot) e a prazo (forward), com pagamento em reais ou em dólares, com geração de contratos 100% digitais sob medida e assinados com certificado ICP-Brasil, resultando em menores custos transacionais e operacionais e maior margem de lucro aos participantes.

Não há nenhum custo inerente a operações de venda na plataforma, na Gavea os produtores, fornecedores e vendedores em geral tem acesso a toda a tecnologia, transparência e as oportunidades sem pagar nada por isso.

Além disso, nos preocupamos com a sustentabilidade e o futuro do nosso planeta, então criamos processos automatizados com validações "ESG", verificando se os produtos a serem negociados não foram produzidos em áreas de desflorestamento nem com uso de trabalho escravo, mitigando, portanto, essas práticas e o comércio de produtos ilegais. Nossa bolsa está disponível em todos os devices, e todos os sistemas operacionais.

Qual é o seu background e como surgiu a ideia deste negócio?

Empreendedor, com mais de 15 anos de experiência no setor financeiro e Mestre em Finanças e Economia pela FGV, fui Diretor Executivo do BTG Pactual - maior banco de investimento da América Latina, liderando a equipe de projetos que implementou a divisão de commodities físicas. Apaixonado por tecnologia, trading e agronegócio, fundei a Gavea em 2019.

Apesar de ser uma indústria bastante desenvolvida do ponto de vista tecnológico, na parte da negociação o mercado ainda opera, em grande parte, de maneira analógica, com negociações por telefone, e uso aplicativos de mensagens instantâneas e e-mail. A Gavea surgiu para modernizar o segmento, uma evolução inclusive em relação a outras plataformas digitais que funcionam com uma dinâmica de e-commerce, trazendo uma dinâmica de bolsa e ordens vinculantes que tornam todo o processo mais ágil, transparente e seguro.

Eu mesmo fui o anjo, investindo o meu próprio capital no início para bootstrap o projeto. Após o lançamento do MVP, captamos um round pre-seed de US$500k, liderados pelo fundo de VC Domo Invest. Atualmente estamos concluindo um round seed com meta de captar entre US$3M e US$4M.

Como foi o processo de lançamento do negócio?

Nos primeiros meses após fundar a Gavea, me dediquei a testar a minha hipótese, para garantir que os agentes do mercado concordavam com a minha idéia, e que o timing era o ideal. Durante esses meses, viajei o Brasil e conversei com muita gente, produtores, revendedores, cerealistas e trading companies (exportadores).

Nossa estratégia inicial de go-to-market foi 'top-down'. Ou seja, buscamos atrair os maiores players da indústria, no topo da "pirâmide", antes de descer e buscar atrair players médios e pequenos.

Após este período, com a idéia mais que validada e o produto bem calibrado (ao menos no papel), formei a primeira equipe de desenvolvedores para lançarmos o nosso MVP.

Depois disso, rodamos um projeto piloto, com duração de 6 meses, e durante este período melhoramos a plataforma tanto do ponto de vista técnico como também no de negócios. Lançamos no mercado em Fev/2021.

Em menos de 9 meses desde o lançamento oficial, a Gavea hoje é, certamente, a melhor plataforma de comercialização de commodities do mundo.

Montamos e treinamos um time muito forte e engajamos alguns dos maiores players do Brasil. Com uma cultura que preza pela excelência, em pouco tempo conseguimos disponibilizar um produto totalmente fora de série, em qualquer parâmetro possível de avaliação.

Como foi os primeiros tempos em atividade? O que funcionou em termos de atrair os primeiros clientes?

Nossa estratégia inicial de go-to-market foi 'top-down'. Ou seja, buscamos atrair os maiores players da indústria, no topo da "pirâmide", antes de descer e buscar atrair players médios e pequenos.

Esta estratégia foi definida após as minhas viagens pelo Brasil e conversas com os lideres dessas empresas, onde eu percebi que a tese foi muito bem aceita, e percebi também que essas empresas estavam buscando algo que resolvesse os problemas atuais na comercialização - altos custos operacionais, ineficiência, burocracia e falta de transparência.

Começando pelo topo significa que o custo de aquisição dos clientes é mais baixo, uma vez que um só cliente comercializa milhões de toneladas de commodities por ano. Se fosse uma estratégia oposta, 'bottom-up', teríamos que atrair centenas ou até milhares de pequenos produtores e comerciantes para chegar neste mesmo potencial de volume anual.

Para o futuro, pretendemos buscar grandes players do mercado, engajar os maiores produtores, revendedores, trading companies (exportadores) e indústrias, aumentar a liquidez, gerar volume e internacionalizar a plataforma para torná-la a maior bolsa digital do mundo.

Claro, para decidir seguir essa estratégia precisamos ter acesso a esses líderes. Mas eu, assim como o nosso diretor comercial, tínhamos esse acesso.

A atração dos primeiros clientes 'key acounts' foi então desta forma, no esforço comercial mesmo. Em paralelo a isso, temos uma estratégia forte de branding e marketing, e utilizamos as redes sociais Instagram, Facebook, Linkedin e Twitter, mostrando os nossos diferenciais estrategicos e inovadores, para que nosso atuais e futuros clientes estejam sempre por dentro das funcionalidades e benefícios de comercializar commodities através da nossa plataforma.

Na parte de social mídia e 'mídia tradicional', contratamos agências de marketing e PR para nos auxiliarem a inserir nossa marca e produto da melhor forma possível em todos os cantos produtivos do país.

Como está a correr neste momento o negócio, e como prevê a evolução nos próximos 3 anos?

A Gavea se encontra operacional e está gerando receita desde o início do ano. Somos uma agtech, startup de tecnologia, e neste momento financiados ainda por fundos de VC.

O nosso nível de interações tem subido significativamente, com +US$1B em ordens lançadas, aprox. 2.5M tons de volume, e inserção em diversas regiões do país, inclusive o MT, MS, SP, RS, PR, SC, RO, PI e MA. 

Para o futuro, pretendemos buscar grandes players do mercado, engajar os maiores produtores, revendedores, trading companies (exportadores) e indústrias, aumentar a liquidez, gerar volume e internacionalizar a plataforma para torná-la a maior bolsa digital do mundo. Do ponto de vista financeiro, nossa meta é abrir o capital em um IPO.

O que destaca como mais importante em termos de aprendizagem com o lançamento deste negócio que queira partilhar connosco?

O primeiro grande desafio que enfrentamos foi formar uma equipe vencedora, atraindo os maiores talentos disponíveis e os mantendo com a gente. O mercado de tecnologia está muito aquecido e a rotatividade é grande. É difícil formar um time que permaneça o mesmo no médio e no longo prazo com a escassez de profissionais que existe no setor de tech. Por isso, criamos uma cultura forte, para que todos tenham a resiliência necessária, e estejam se divertindo, enquanto caminhamos em direção ao sucesso. Nossa cultura e valores são baseados no respeito, cooperação, determinação, proatividade e resiliência, o que faz com que possamos superar obstáculos e evoluirmos juntos.

Sem dúvidas, ser resiliente é um dos pontos mais importantes no empreendedorismo, além de ter visão, experiência na área, e sonhar grande. É necessário acreditar na sua ideia e sempre estudar para aperfeiçoá-la cada vez mais, além de não ter medo de errar e escolher as pessoas certas, que realmente vistam a camisa, para somarem à equipe. Estamos todos juntos, no mesmo barco.

Conselhos para os nossos leitores e futuros empreendedores que pretendem lançar o seu negócio?

Esteja certo do que pretende fazer, tenha coragem e resiliência para ir lá, fazer, e surpreender a todos – disposto a ouvir muitos "nãos" pelo caminho. Estude, se prepare, aprenda, se desenvolva, erre e cresça com seus erros. Se divirta. Assim terá alguma chance de dar certo.

Que plataforma web e ferramentas de marketing digital são usadas para o teu negócio?

  • Creator Studio, Mlabs e DashGoo - gestão e acompanhamento redes sociais
  • Mailchimp - Newsletter
  • Medium - artigos autoriais
  • Google ads, FB ads, e Linkedin Ads - Mídia paga
  • Google Trends - Monitoramento de tendências

Recomenda algum(s) livro(s) ou outra fonte de inspiração que mais o tenha influenciado?

Todos os livros do Jim Collins me servem como grande inspiração, em especial o chamado "Good to Great", que mostra histórias de como executivos conseguem (ou conseguiram) transformar negócios que estavam indo bem, mas "dentro da média", em empresas com crescimento muito acima da média.
Outros livros como o "The Goal" do Goldratt, o "How to Double your Profits in 6 months or less" do Bob Fifer, "Outliers" do Malcom Gladwell e dois livros sobre negociação, "Never Split the Difference" do Chris Voss e o "Getting to Yes" do Roger Fisher e WIlliam Uri, também são grandes inspirações e que trago comigo conhecimentos usados no meu dia a dia.

Fundador da Gavea

Olá, sou o José, o fundador do PerfilEmpreendedor. Aqui entrevistamos empresários e líderes de sucesso e partilhamos as suas histórias.

Queremos ajudar a comunidade de empreendedores e futuros empreendedores a começar o seu negócio.

Estás interessado em começar o teu próprio negócio? Inscreve-te na nossa newsletter para estares sempre a par das histórias de empresários de sucesso de lingua Portuguesa, que explicam como começaram o seu negócio.

Integra a nossa comunidade:

  • Recebe conselhos úteis de empresários da nova geração sobre os desafios e as barreiras a ultrapassar num novo negócio;
  • Conecta com outros membros like-minded;
  • Obtém dicas preciosas de como começar e fazer crescer o teu negócio;
  • Recebe de forma exclusiva a nossa newsletter com os melhores exemplos de sucesso;
  • E muito mais...!
  • __CONFIG_colors_palette__{"active_palette":0,"config":{"colors":{"d3c5e":{"name":"Main Accent","parent":-1}},"gradients":[]},"palettes":[{"name":"Default Palette","value":{"colors":{"d3c5e":{"val":"var(--tcb-skin-color-0)"}},"gradients":[]},"original":{"colors":{"d3c5e":{"val":"rgb(19, 114, 211)","hsl":{"h":210,"s":0.83,"l":0.45}}},"gradients":[]}}]}__CONFIG_colors_palette__
    Newsletter
    __CONFIG_group_edit__{}__CONFIG_group_edit__
    __CONFIG_local_colors__{"colors":{},"gradients":{}}__CONFIG_local_colors__
    __CONFIG_colors_palette__{"active_palette":0,"config":{"colors":{"62516":{"name":"Main Accent","parent":-1}},"gradients":[]},"palettes":[{"name":"Default Palette","value":{"colors":{"62516":{"val":"rgb(19, 114, 211)","hsl":{"h":210,"s":0.83,"l":0.45}}},"gradients":[]},"original":{"colors":{"62516":{"val":"rgb(19, 114, 211)","hsl":{"h":210,"s":0.83,"l":0.45}}},"gradients":[]}}]}__CONFIG_colors_palette__
    __CONFIG_colors_palette__{"active_palette":0,"config":{"colors":{"49806":{"name":"Main Accent","parent":-1},"3a0f6":{"name":"Accent Light","parent":"49806","lock":{"saturation":1,"lightness":1}}},"gradients":[]},"palettes":[{"name":"Default","value":{"colors":{"49806":{"val":"var(--tcb-skin-color-0)"},"3a0f6":{"val":"rgb(238, 242, 247)","hsl_parent_dependency":{"h":209,"l":0.95,"s":0.36}}},"gradients":[]},"original":{"colors":{"49806":{"val":"rgb(19, 114, 211)","hsl":{"h":210,"s":0.83,"l":0.45,"a":1}},"3a0f6":{"val":"rgb(240, 244, 248)","hsl_parent_dependency":{"h":209,"s":0.36,"l":0.95,"a":1}}},"gradients":[]}}]}__CONFIG_colors_palette__
    Anterior
    __CONFIG_colors_palette__{"active_palette":0,"config":{"colors":{"49806":{"name":"Main Accent","parent":-1},"3a0f6":{"name":"Accent Light","parent":"49806","lock":{"saturation":1,"lightness":1}}},"gradients":[]},"palettes":[{"name":"Default","value":{"colors":{"49806":{"val":"var(--tcb-skin-color-0)"},"3a0f6":{"val":"rgb(238, 242, 247)","hsl_parent_dependency":{"h":209,"l":0.95,"s":0.36}}},"gradients":[]},"original":{"colors":{"49806":{"val":"rgb(19, 114, 211)","hsl":{"h":210,"s":0.83,"l":0.45,"a":1}},"3a0f6":{"val":"rgb(240, 244, 248)","hsl_parent_dependency":{"h":209,"s":0.36,"l":0.95,"a":1}}},"gradients":[]}}]}__CONFIG_colors_palette__
    Seguinte
    Deixe um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Os campos necessários estão sinalizados.

    {"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}